Diocese de Jundiaí inicia o triênio do Jubileu de Ouro que será comemorado em 2017

    Brasília, CNBB – “Não podemos ser covardes e nem desanimados. Devemos, sim, sonhar sempre e nunca desistir, pois a luz de Jesus Cristo deve brilhar para todos os povos”, expressou o bispo diocesano, dom Vicente Costa, durante missa que abriu, oficialmente, as celebrações dos 50 anos da diocese de Jundiaí (SP), em janeiro de 2017. A missa foi celebrada na paróquia Cristo Redentor, na cidade de Várzea Paulista, em 7 de dezembro.

    Concelebraram os bispos que já passaram pela diocese, entre eles, dom Gil Antônio Moreira, dom Joaquim Wladimir Lopes Dias, dom Osvaldo Giuntini, dom Valter Carrijo e dom Rubens Sevilha.

    O tema escolhido para o Jubileu é “Dar Cristo a quem não O tem e consciência de Cristo a quem já O possui” e o lema “Ao verem de novo a estrela, ficaram radiantes de alegria” (Mt 2, 10).

    Para o Triênio Preparatório do Jubileu de Ouro estão previstas diferentes atividades como o concurso musical que irá escolher o hino da festa; Curso de Formação para Missionários; e peregrinação ao túmulo de dom Gabriel, primeiro bispo diocesano. A programação contará, ainda, com as Jornadas da Vida Consagrada, dos Sacramentos e Vocacional; celebrações; Congresso Eucarístico, entre outras ações.



História e missão
    Criada em 7 de novembro de 1966, pela Bula “Quantum Conferat” de Paulo VI, a diocese foi instalada canonicamente no dia 06 de janeiro de 1967. Tomou posse, naquele dia, o primeiro bispo diocesano, dom Gabriel Paulino Bueno Couto. Tem como padroeira, Nossa Senhora do Desterro, também patrona da cidade de Jundiaí desde 1615.

    Integram à diocese de Jundiaí 65 paróquias, em onze cidades: Jundiaí, Cabreúva, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Itu, Itupeva, Louveira, Pirapora do Bom Jesus, Salto, Santana de Parnaíba e Várzea Paulista. Atualmente, a diocese conta com 86 sacerdotes incardinados, 30 sacerdotes membros de Institutos Religiosos e 98 diáconos permanentes.

Com informações e fotos da diocese de Jundiaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *