Os 10 mandamentos para usar o cartão de crédito


    Por Cristiane Gercina do Agora São Paulo – Se bem usado, o cartão de crédito pode se tornar um aliado da vida moderna. Caso contrário, pode ser o maior vilão do orçamento das famílias, o que vem ocorrendo ultimamente. Em abril, os juros do rotativo do cartão, cobrados quando o cliente paga apenas a parcela mínima, chegaram a 295,48% ao ano, o maior índice desde março de 1999, quando foram de 13,45% ao mês, o equivalente a 354,63% ao ano, de acordo com a Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade). 

    Segundo Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor-executivo da Anefac, oferecer cartões aos clientes é um bom negócio para os bancos e para as instituições de crédito.

    “O cartão é fonte de diversas receitas para essas instituições, que ganham quando você usa o rotativo e com a anuidade, além de receberem um percentual do lojista toda vez que você faz compras e conseguirem juros quando o empresário precisa antecipar o pagamento”, diz.

Evite os juros altos
Para o cartão de crédito não se tornar o vilão nesse momento de crise, siga os mandamentos para tê-lo como aliado.

1º) Não atrasarás o pagamento da fatura
. Nunca deixe de pagar a fatura do cartão, pois os juros são os maiores do país.
. Se não tiver dinheiro para quitar os gastos, procure o banco e faça um empréstimo pessoal, com juros menores, para não deixar o pagamento atrasar nem um dia.

2º) Não rasgarás os comprovantes de compra
. Guarde os comprovantes de compra que foram emitidos.
. Se possível, anote em uma planilha as compras à vista e as parceladas.

3º) Não esquecerás de participar de programas de vantagens
. Todos os cartões têm clubes de vantagens e programas de milhas que dão direito a prêmios. Cadastre-se neles.

4º) Não deixarás a anuidade vencer automaticamente 
. Quando a fatura trouxer a penúltima parcela da anuidade, já tente negociar com a empresa um valor menor ou mesmo a gratuidade por um período. 

5º) Não comprarás a prazo o que tem desconto à vista 
. Se o pagamento à vista trouxer vantagens, não pague no cartão de crédito. 
. A regra contrária também vale: quando o lojista não der desconto para o pagamento à vista, parcele. 

6º) Não ultrapasse o seu limite de gasto pessoal 
. Os bancos nos dão um limite que não reflete, necessariamente, o nosso teto de gastos no mês.
. Defina quanto pode gastar e calcule os parcelamentos e as compras no cartão sobre esse valor. 

7º) Não emprestarás para amigos e familiares. 
. Quem empresta o cartão pode ver o nome ir parar na lista de devedores por uma dívida que nem é sua.

8º) Não cairás em tentação 
. As compras por impulso são as que fazem o orçamento sair do controle. 
. Deixe o cartão em casa ao sair para passear. 

9º) Não terás mais do que dois cartões 
. Mais do que isso, já começa a haver descontrole; um deles, inclusive, deve ter anuidade grátis.

10º) Não entrarás no rotativo do cartão de crédito
. Nunca deixe de pagar a fatura total.
. Enquanto o dinheiro que você investe na poupança deverá render 7,19% neste ano, os juros anuais do cartão de crédito chegaram a 295,48% em abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *