Papa Francisco aprova beatificação de 26 mártires assassinados durante a Guerra Civil Espanhola


    Vaticano, ACI/Alvaro de Juana – O papa Francisco recebeu no dia 9 de junho o prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, cardeal Angelo Amato e autorizou a publicação dos decretos que reconhecem o martírio dos 26 Servos de Deus durante a Guerra Civil Espanhola, como também o martírio de outros 11 religiosos assassinados no Laos. Além disso, reconheceu a intercessão de duas veneráveis e as virtudes heroicas de outros quatro.

    Os decretos reconhecem o martírio dos Servos de Deus Federico de Berga e dos seus 25 companheiros, sacerdotes e irmãos leigos da Ordem dos Irmãos Menores Capuchinos, assassinados por ódio à fé em 1936, durante a Guerra Civil Espanhola.

    Também foi aprovado o martírio dos Servos de Deus Giuseppe Thao Tiên, sacerdote diocesano e de 10 companheiros, sacerdotes professos da Sociedade das Missões Estrangeiras de Paris e da Congregação dos Missionários Oblatos da Beata Maria Virgem Imaculada, além de 4 companheiros leigos, assassinados todos por ódio à fé entre 1954 e 1970 em Laos.

    Por outro lado, foi reconhecido o milagre atribuído à intercessão do Venerável Servo de Deus Francisco de Paula Victor, o Padre Victor, sacerdote diocesano nascido em dia 12 de abril de 1827 em Campanha (Brasil) e falecido em Três Pontas (Brasil) em setembro de 1905.

    O segundo milagre reconhecido foi atribuído à intercessão da Venerável Serva de Deus Clara (seu nome secular é Ludovica Szczsna), fundadora da Congregação das Servas do Sacratíssimo Coração de Jesus. Nasceu em Cieszki (Polônia) no dia 18 de julho de 1863 e morreu em Cracovia (Polônia) no dia 7 de fevereiro de 1916.

    Além disso, foram reconhecidas também as virtudes heroicas do Servo de Deus Antonio Celona, sacerdote diocesano, fundador da Congregação das Irmãs Servas Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus. Nasceu em Ganzirri (Itália) em 13 de abril de 1873 e morreu no dia 15 de outubro de 1952.

    Também foram aprovadas as virtudes heroicas do Servo de Deus Ottorino Zanon, sacerdote fundador da Congregação da Sociedade Pia de San Gaetano. Nasceu em Anconetta (Itália) no dia 9 de agosto de 1915 e morreu em Brescia (Itália) no dia 14 de setembro de 1972.

    Foram reconhecidas também as virtudes heroicas do Servo de Deus Marcello Labor, sacerdote diocesano nascido em Trieste (Itália) no dia 8 de julho de 1980 e falecido no dia 29 de setembro de 1954.

    E por último, aprovaram-se as virtudes heroicas da Serva de Deus Maria Antonia do Sagrado Coração de Jesus (seu nome secular é Rachel Lalia), fundadora da Congregação das Irmãs Dominicanas Missionarias de San Sisto. Nasceu em Misilmeri (Itália) no dia 20 de maio de 1839 e morreu em Ceglie Messapica (Itália) no dia 9 de abril de 1914.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *