Londrina recepciona com alegria os participantes do 14º Intereclesial das CEBs

    Brasília, CNBB – O arcebispo de Londrina (PR), dom Geremias Steinmetz, em artigo publicado no site das CEBs do Brasil, dá as boas vindas aos participantes do 14º Intereclesial das CEBs que acontece de 23 a 27 de janeiro.

    “Já está muito perto o esperado 14º Intereclesial das CEBs. As reflexões sobre as CEBs e os desafios no mundo urbano vão tomando corpo pouco a pouco. O lema Eu vi e ouvi os clamores do meu povo e desci para libertá-lo (Ex 3,7) já ilumina a vida e a espiritualidade de milhares de pessoas que, esperamos, cresça ainda mais”, disse no artigo.

Catedral Metropolitana de Londrina (PR), dedicada ao Sagrado Coração de Jesus
(foto: Wilson Vieira)

   O arcebispo dom Geremias Steinmetz informa que a arquidiocese de Londrina espera a todos com alegria e satisfação. “As comunidades, com suas famílias acolhedoras esperam ansiosamente a chegada de todos. As muitas Equipes de Trabalho se preparam há vários meses para que tudo aconteça dentro do previsto e da necessidade de tão majestoso encontro. O Secretariado pensou em tudo com muito carinho. Está tudo preparado!”, escreveu.

    O arcebispo lembrou que em Londrina as Santas Missões Populares com seus retiros, semanas Missionárias, celebrações de abertura e encerramento, prepararam a todos para dar o melhor. Muitas reuniões de planejamento, segundo ele, se esforçaram por dar o justo tom a cada detalhe.

    “Agora esperamos no silêncio e na torcida para que todos cheguem bem e felizes e se sintam “em casa” entre nós. No abraço que lhes daremos na chegada queremos lembrar o abraço que Deus continua dando em seu povo para animá-lo na luta”, disse.

    Para o religioso será uma enorme alegria acolher a todos e todas em Londrina, nas cidades e comunidades vizinhas. “Desejo que a vossa preparação também seja intensa e que a realização do 14º Intereclesial consiga corresponder à enorme expectativa que foi criada ao redor dele”, afirmou no artigo. “Que os desafios no mundo urbano não sejam motivos de desânimos, mas de unidade e luta por justiça e igualdade”, finalizou dom Geremias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *