Para Arquidiocese de Mariana tragédia em Bento Rodrigues tem proporções incalculáveis

    

    A Arquidiocese de Mariana, em Minas Gerais, lamenta “profundamente” a tragédia registrada na tarde de quinta-feira (5) no distrito de Bento Rodrigues, zona rural da cidade mineira. Em nota, a entidade cita que o rompimento das duas barragens da mineradora Samarco deixou centenas de vítimas.
    “Manifestamos nossa mais sentida solidariedade às famílias que tiveram suas casas e seus bens destruídos e às que choram a morte de seus entes queridos, vítimas dessa catástrofe de proporções incalculáveis”, destacou a arquidiocese.

Nota da Arquidiocese de Mariana sobre 
tragédia em Bento Rodrigues    
Somos atribulados, mas não desanimamos; postos em dificuldade, mas não vencidos; prostrados por terra, mas não aniquilados (cf. 1Cor 4,8s)

    A Arquidiocese de Mariana lamenta profundamente a tragédia ocorrida na tarde desta quinta-feira, 5 de novembro, no Distrito de Bento Rodrigues, neste Município de Mariana, provocada pelo rompimento da barragem de rejeitos Fundão, da empresa Samarco Mineradora, vitimando centenas de pessoas. Manifestamos nossa mais sentida solidariedade às famílias que tiveram suas casas e seus bens destruídos e às que choram a morte de seus entes queridos, vítimas dessa catástrofe de proporções incalculáveis.

    O momento é de unir esforços para minimizar a aflição e o sofrimento de todos os que foram atingidos por essa tragédia. Exortamos nossas comunidades a prestarem sua solidariedade às vítimas, acolhendo-as, doando alimentos e roupas, confortando-as, oferecendo-lhes suas preces. A generosidade de todos será bálsamo a atenuar a aguda dor que toma o coração dos irmãos e irmãs que sofrem com essa terrível catástrofe.

    A apuração das responsabilidades por tamanha tragédia é uma exigência da justiça e condição para que tal situação nunca mais se repita.

    Rogamos a Deus fortalecer e consolar, com seu amor generoso, todos os que foram atingidos por esse acidente. A fé nos aqueça a esperança e nos estimule a solidariedade para diminuir a dor que é de todos os marianenses e que deixa enlutados este município e o Estado de Minas Gerais. Nossa Senhora da Assunção e São José, Padroeiros de nossa Arquidiocese, intercedam por todos nós neste momento de profunda dor e grande sofrimento.

Mariana, 5 de novembro de 2015

+ Dom Geraldo Lyrio Rocha
Arcebispo de Mariana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *