CNBB promove em São Paulo o Simpósio “Frutos e Compromissos Ecumênicos Atuais”


Encontro contou com a presença de bispos, pastores, padres e leigos envolvidos com o trabalho ecumênico no Brasil
    Brasília, CNBB – O Simpósio “Frutos e Compromissos Ecumênicos Atuais”, organizado pela Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), aconteceu entre os dias 29 a 31 de janeiro, na Casa de Formação Sagrada Família, em São Paulo.

   
    Com o objetivo de fortalecer a cooperação ecumênica das Igrejas no Brasil, o Simpósio capacitou agentes de pastoral para o diálogo ecumênico e inter-religioso. Entre os temas debatidos durante o encontro, o texto-base da Campanha da Fraternidade 2016, que será lançada no dia 10 de fevereiro, e o documento “Do Conflito à Comunhão”, por ocasião dos 500 anos da Reforma, ganharam destaque.

    Segundo o padre e assessor da Comissão para o Ecumenismo da CNBB, Marcus Barbosa, o Simpósio Ecumênico, além de apresentar novos conteúdos, “é um espaço privilegiado de conhecimento, convivência e articulação de cristãos e irmãos das Igrejas e regionais da CNBB envolvidos com a causa da Unidade Cristã”.

    As palestras do Simpósio foram ministradas pelo pastor e assessor teológico da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Romeu Ruben Martini, pelo padre e professor da PUC do Rio Grande do Sul, Érico Hammes e pela pastora e Secretária Geral do Conselho Nacional das Igrejas Cristãs, Romi Bencke.

Gredire
    Ainda na ocasião, o Grupo de Reflexão em Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso (Gredire), também esteve reunido na Casa de Formação Sagrada Família. A comissão, que reúne católicos, partilhou as realidades da Igreja no movimento Ecumênico nas distintas regiões do Brasil.

    O arcebispo de Feira de Santana, na Bahia, dom Zanoni Demettino Castro e o bispo da diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda, dom Francisco Biasin, estiveram presentes e compartilharam as ações da Igreja Católica e os desafios no campo do diálogo inter-religioso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *