Mulher “eleita” a mais feia do mundo escreve livros e revela: “Deus é minha rocha”




Lizzie Velasquez luta contra 
doença rara e bullying

    Nashville, Gospel+/Tiago Chagas – A americana Lizzie Velasquez nasceu prematura, com uma doença genética raríssima e cega do olho direito. Sua condição a tornou a “mulher mais feia do mundo”, numa “eleição” informal feita por um usuário que publicou um vídeo sobre ela no YouTube na época em que ela ainda frequentava a escola.

    A doença genética de que Lizzie sofre atinge apenas outras três pessoas em todo o mundo, e a impede de ganhar peso. Apesar do bullying, ela optou por enfrentar seus difamadores, confrontando-os na escola.

    O passo seguinte foi criar uma palestra sobre o tema, o que a levou a ser conhecida em muitos lugares e permitiu que publicasse três livros. O mais recente recebeu o título Ser Bonito, Ser Você.

    A conversão ao cristianismo veio nessa mesma época, e Lizzie conta que a fé a tem ajudado a suportar todas as adversidades, desde desprezo até enfermidades físicas: “Tem sido a minha rocha através de tudo, basta ter o tempo para ficar sozinha e orar e falar com Deus e saber que Ele está lá para mim”, testemunha.

    Recentemente, Lizzie formou-se pela Universidade do Texas e durante 2014, irá compartilhar seu testemunho de vida, com foco na mensagem de que não importa como a situação pode parecer difícil em determinado momento, se houver boa vontade, os problemas se resolverão: “Mesmo quando parece que as coisas nunca vão melhorar nos tempos mais sombrios, se você tem fé e continuar a motivar-se, você pode, eventualmente, obter qualquer coisa”, afirmou ao Charisma News.

http://noticias.gospelmais.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *