Mensagem da CNBB pelo falecimento de dom Izidoro Kosinski, bispo emérito de Três Lagoas (MS)

    Dom Leonardo Steiner, secretário-geral da CNBB, enviou, na manhã de sábado, 16 de setembro, mensagem de pesar pelo falecimento de dom Izidoro Kosinski, bispo emérito de Três Lagoas (MS). A mensagem foi dirigida a dom Luiz Gonçalves Knupp, bispo diocesano de Três Lagoas.

    Dom Izidoro estava internado há alguns dias no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba (PR). Já com a saúde debilitada pela idade, o quadro clínico de Dom Izidoro se agravou devido a um acidente ocorrido há alguns anos. A confirmação do seu falecimento foi anunciada às 20h15 de sexta-feira, 15 de setembro, por representantes da Casa da Congregação da Missão de São Vicente de Paulo, de Araucária (PR), local onde ele residia desde 2009. A Missa e Exéquias foi celebrada no sábado , 16 de setembro, às 15h na Igreja São Miguel em Tomás Coelho, em Araucária. Na sequência, aconteceu o sepultamento. Leia a Nota da CNBB:

Nota de Condolências da CNBB pelo falecimento de dom Izidoro Kosinski

Brasília, 16 de setembro de 2017

Prezado Irmão, dom Luiz Gonçalves Knupp.

    A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recebe com pesar a notícia do falecimento de dom Izidoro Konsinski, bispo emérito de Três Lagoas (MS), ocorrido na noite desta sexta-feira, 15 de setembro. Renovamos a nossa solidariedade fraterna e pedimos que o senhor estenda aos familiares e às comunidades da diocese os nossos sentimentos nesta hora em que todos celebram a Páscoa desse nosso Irmão que esteve por quase 30 anos no pastoreio da sua Diocese.

    Dom Izidoro, conforme o senhor mesmo já mencionou em sua Nota de Pesar, “soube como ninguém amar a Cristo no pobre, no excluído, no sem voz e sem vez, muitas vezes incompreendido e atacado pelo poder opressor e agressor da dignidade integral da pessoa humana. De maneira especial soube defender profeticamente os irmãos indígenas e os sem-terras através do profundo trabalho das pastorais sociais”.

    Recorremos às palavras do Santo Padre, Papa Francisco, para manifestarmos nossa proximidade com o senhor, com os familiares e com toda a Diocese de Três Lagoas. Em uma de suas Catequeses do começo deste ano, o Papa disse: “sob a misericórdia divina, e ainda mais à luz do mistério pascal, a morte pode tornar-se, como foi para São Francisco de Assis, ‘nossa irmã morte’ e representar, para cada homem e para cada um de nós, a surpreendente ocasião de conhecer a esperança e de encontrar o Senhor”.

    Na despedida desse nosso Irmão, caro dom Luiz, é bonito recordar seu lema episcopal: “Evangelizar os pobres”. Quanta luz e quanta inspiração existe nesse lema que guiou dom Izidoro no seu serviço como bispo na Igreja! Tomara que esse mandato do Cristo continue a nos manter em alerta e renovar o compromisso de todos nós com o serviço aos mais abandonados deste mundo.

    Enviamos o nosso abraço a todos e as nossas orações pelo descanso eterno de dom Izidoro.

Em Cristo,

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo auxiliar de Brasília
Secretário-Geral da CNBB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *